30 dezembro 2017

I Dare You dezembro: Para sempre

   Olá meu povo, como estamos? Cá estamos com mais um projeto chegando ao fim em 2017, o I Dare You, desafio literário do qual participo tem dois anos. Para dezembro, temos um livro para ler em um dia e o escolhido foi: Para Sempre, de Kim e Krickitt Carpenter. Vem ver! 😉


Para sempre





Para sempre
Divulgação





Livro: Para Sempre

Autores: Kim e Krickitt Carpenter

Ano: 2014

Editora: Novo Conceito













A vida que Kim e Krickitt Carpenter coheciam mudou completamente no dia 24 de novembro de 1993, dois meses após seu casamento, quando a traseira de seu carro foi atingida por uma caminhonete que transitava em alta velocidade. Um ferimento sério na cabeça deixou Kricktt em coma por várias semanas. Quando finalmente despertou, parte da sua memória estava comprometida e ela não conseguia se lembrar de seu marido. Ela não fazia a menor ideia de quem ele era. Essencialmente, a "Krickitt" com quem Kim havia se casado morreu no acidente, e naquele momento ele precisava reconquistar a mulher que amava.  

   Kimmer Carpenter era um treinador da equipe de basebol da Universidade Highlands, um jovem e bonitão, que acabou se apaixonando por uma voz que o atendeu no sistema de televendas de equipamentos esportivos. Uma voz doce e sensível, que logo foi dando brecha para mais que conversas sobre artigos da loja. Uma conversa aqui, outra ali... e logo um já tinha o telefone de casa do outro... Conversas intermináveis, de 3-4h, contas de telefone astronômicas, mas nada era o bastante para Kim; ele precisava conhecer a dona da voz tão bela, que o deixou, literalmente, de quatro.
   Uma história de amor que tinha tudo para dar certo... apesar de serem de estados diferentes, Krickitt aceitou se mudar para Las Vegas e começar sua vida do zero com o homem que ela tinha certeza que seria seu marido para a vida inteira. Esse conto de fadas tinha que ter um "felizes para sempre" para completar, mas a vida não é como a gente imagina e sempre tem alguma coisa que nos surpreende...


Para sempre
Hanna Carolina/Mundinho da Hanna

"Não havia dúvida de que teríamos que tomar uma decisão sobre o futuro de nosso relacionamento. Não conseguia imaginar a possibilidade de não ter Krickitt em minha vida a partir daquele momento, e esperava que sentisse o mesmo em relação a mim." 
"Fazia apenas oito semanas que havíamos nos encontrado pessoalmente pela primeira vez. Será que tínhamos certeza de que estávamos prontos para passar o resto de nossas vidas juntos?"

   A ginasta olímpica que foi até campeã, durante uma viagem para passar o dia de Ação de Graças com a família, sofre um acidente com o marido e o improvável acontece... Eis que uma lesão no cérebro a faz ficar em coma por dias, e era tão grave que nem os médicos deram esperanças... Mas a fé de Kim e dos amigos dela era tão grande que com muita oração, ela sobreviveu... ao menos fisicamente...


"Ninguém me dava uma resposta direta a respeito da condição de Krickitt. Como ela estava? Iria recuperar-se? Ficaria bem?"

"Ela nunca havia visto alguém sobreviver a ferimentos tão graves na cabeça."   

   Apesar de ter sobrevivido, Krickitt perdeu a memória recente e não se lembrava de nada sobre seu casamento... Logo o amor de sua vida era um mero estranho, que fazia parte da equipe que tomava conta da saúde dela... Parecia que era só mostrar fotos de casamento e vídeo para que ela se lembrasse, mas infelizmente a lesão de Krickitt se mostrou algo que não voltaria tão fácil... Parece o filme "Como se fosse a primeira vez"? Pode até ser, mas essa é uma lesão um pouco diferente, já que ela conseguia ter memórias a partir de agora e se lembrava de tudo de seu passado de adolescente...
   Kim, desiludido, poderia simplesmente largar tudo e sair por aí triste... e buscar um novo amor de sua vida e novo final feliz... Mas ele estava disposto a tudo para provar que os médicos estavam errados, pois estavam antes com relação à sobrevivência dela, estariam também com relação aos sentimentos.

"Independentemente dos sentimentos que minha esposa tivesse por mim, eu ainda a amava. E estava determinado a manter o juramento que havia feito, de ser fiel e me devotar a qualquer necessidade que ela tivesse."


   Gastos astronômicos com despesas médicas, paciência e muita força de vontade foram necessárias para Kim aguentar o que qualquer um poderia ter jogado para o alto e ir embora... Mas ele não desistiu de tentar conquistar sua amada novamente...


"Antes do acidente, nós estávamos totalmente focados em vencer. Foi necessário que algo devastador acontecesse para que eu percebesse que vencer não é tudo na vida. Até que alguém passe por uma situação como a que eu passei, essa pessoa não vai entender o que eu digo. Minha perspectiva sobre a vida mudou totalmente. Você passa a respeitar muito mais a vida. Minhas prioridades são um pouco diferentes agora." 

   Logo a história deles se tornou um livro e um filme... É... foi tudo baseado em fatos reais... Agora me fala, o que dizer de um cara desses?! Isso aconteceu em 1993... Começo a achar que homens apaixonados assim estão extintos ou quase lá, pois não conheço uma pessoa hoje em dia que faria isso pela amada. Gastar mundos e fundos para a recuperação dela, mesmo que ela o trate como um mero estranho. Estar disposto e viajar toda semana para trabalhar e ver a mocinha nos finais de semana, sabendo que ela teria rompantes de fúria e o trataria como a nem um cachorro se trata... Mesmo com todos falando para ele pedir divórcio, ele continua lá firme e forte... Em filmes e livros isso é muito fácil de encontrar, e confesso que sempre achei que esse tipo de romance só acontecia nesses mundos de fantasia e "felizes para sempre". Mas ler o que esse cara foi capaz... gente... me fez crer que ainda existem contos de fadas no mundo real...


Kim e Krickitt Carpenter
Divulgação

Kim e Krickitt Carpenter
Divulgação

Para quem achava que era coisa da minha cabeça, apresento a vocês, os verdadeiros Kim e Krickitt Carpenter, na primeira foto o primeiro casamento deles e uma foto mais atual embaixo.



   Para o fim de 2017, um ano maravilhoso para mim, esse livro fechou com chave de ouro. Crer no amor verdadeiro e saber que é possível... embora beeeeeem difícil... mas ainda assim possível... É um livro fininho, mas como nunca devemos julgar um livro pela capa, muito menos pela quantidade de páginas. Fora 143 páginas que me prenderam mais que uns tijolinhos que costumo ler... Acho que me prendeu mais por saber que não é uma história fictícia, mas bem real escrita pelos protagonistas. Para quem procura um romance, essa é a escolha certa, para você que não acredita mais em amor verdadeiro e coisas do tipo, principalmente (tipo eu)... Isso nos mostra que realmente, toda regra tem uma exceção, inclusive nessa área da vida! 😱



"Acho que nossa história se manteve viva todo esse tempo porque é um relato de esperança, do tipo que está sempre em falta no mundo, e pelo qual sempre há uma forte demanda. [...] Não sou nenhum herói. Cometi erros, assim como qualquer pessoa, e eu não seria o que sou hoje sem minha fé e confiança em Deus. Essa história [...] é sobre fé, e como ela nos guiou de uma época terrível até uma vida que e melhor do que jamais teríamos imaginado."     






   Vocês já tinham lido esse livro? E o filme? Me contem aí!
    Até mais e boas festas a todos! 😉



2 comentários :

  1. Oii Hanna, sempre vejo esse livro para comprar mas acabo desistindo, eu como uma boa fã de romance e daquelas que ainda acredita no amor, necessito desse livro hahahaha amei a sua resenha.
    - Beijos, Carol!
    http://entrehistoriasblog.blogspot.com.br/
    http://entrehistoriasblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que curta a leitura quando enfim comprar o livro... kkk
      Bjks e obrigada pela visita! =)

      Excluir

Muito obrigada pela sua visita! Você é sempre bem vindo(a) aqui no Mundinho! =)
Agora, para finalizar sua passagem pelo meu cantinho, que tal deixar um comentário? Garanto que não vai demorar! ;)
Bjks!